Home » São Carlos e Região » SÃO CARLOS NÃO REGISTROU NENHUM CASO DE ZIKA, CHIKUNGUNYA E FEBRE AMARELA EM 2018

SÃO CARLOS NÃO REGISTROU NENHUM CASO DE ZIKA, CHIKUNGUNYA E FEBRE AMARELA EM 2018

Segundo levantamento da Equipe de Combate a Endemias da Vigilância Epidemiológica de São Carlos, desde janeiro deste ano o município registrou 8 casos positivos de dengue e nem um caso de zika, chikungunya e febre amarela, porém alerta que os cuidados devem ser redobrados para evitar a proliferação dessas doenças.

Para alertar os munícipes a Equipe de Combate a Endemias realiza ações de rotina com a chamada visita casa a casa e quando algum caso é confirmado, também é realizado o bloqueio dos criadouros com a eliminação dos recipientes com água e larvas. Neste caso são utilizados larvicidas, cuja função é matar larvas e pupas antes que elas cresçam e se transformem em mosquitos que picam. Além disso, os moradores são orientados quanto aos sintomas das arboviroses.

“O mosquito Aedes aegypti coloca seus ovos apenas em acúmulos de água. Muitos materiais podem se tornar propícios para o desenvolvimento das larvas, por isso pedimos para que a população não jogue entulhos em áreas públicas e nem em terrenos particulares. Pneus velhos, caixas d’água, garrafas, vasos, lonas, enfim todos os recipientes jogados em lixo descoberto são futuros criadouros”, alerta Denise Scatolini, chefe da Equipe de Combate a Endemias lembrando, ainda, que 80% dos criadouros são domésticos.

A Prefeitura também está realizando mutirões de limpeza. Os bairros Cidade Aracy, Santa Angelina, Romeu Tortorelli, São Carlos VIII, CDHU e Zavaglia.

Os moradores que tiverem alguma dúvida sobre o combate a dengue zika, chikungunya ou febre amarela podem entrar em contato com VIGEP através do telefone (16) 3307-7405.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*